quarta-feira, outubro 24, 2012
Hoje vamos refletir sobre nossas palavras


 Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.

Efésio 4.29

Já pensou o quanto nossas palavras tem poder e como elas influenciam nossas vidas e relacionamentos?

Uma só palavra é capaz de destruir a confiança que foi conquistada em quarenta anos. O problema ainda é maior quando a boca é usada como ferramenta de derrota e murmuração.

Lendo o livro Eu e minha boca grande pude aprender com a autora, Joyce Meyer, que nosso maior inimigo está debaixo do nosso nariz- a lingua. Ela é determinante para nosso futuro porque traça metas ou derrotas.

A dificuldade de muitos cristãos é converter a sua língua, trazendo cura e refrigério para quem está ao seu redor. As vezes acontece justamente o contrário, proferem palavras que machucam ou destroem sonhos, afastando muitas pessoas.

Pense nisso: o que você tem falado? Coisas para edificação ou palavras torpes (sujas, imorais)?

Sua boca pode e deve ser canal de benção, não de maldição. Reflita antes de falar.

Em Cristo,
Lívia

0 comentários:

Pesquisa aí!

Quem sou eu

Minha foto
Uma jovem que percebeu que não podia fazer nada sem Deus.
Tecnologia do Blogger.

Faça Parte!